MÚSICA

Ano de lançamento: 2014
Gravadora: Sony Music
Produção: Liminha e Kassin

1. Toda Humanidade Veio de Uma Mulher 3:59
2. Segue o som 3:21
3. Não Sei Dizer Adeus 4:41
4. Ninguém É Igual A Ninguém (Desilusão) 4:00
5. Homem Invisível No Mundo Invisível 3:58
6. Homem Preto 4:05
7. Por Onde Ando Tenho Você 3:38
8. My Grandmother Told Me - tchu bee doo bee doo 3:35
9. Desejos e Medos 4: 1 1
10. Sunshine On My Shoulders 4:28
11. Rebola Nêga 2:19
12. Se O Presente Não Tem Você 3:13
13. Um Sorriso Entre Nós Dois 4:56
14. Segue o som (Remix) 3:21
  • Toda Humanidade Veio de Uma Mulher

    Vanessa da Mata

    Porque toda humanidade nasceu de uma mulher
    Toda humanidade veio de uma mulher
    Porque toda humanidade nasceu de uma mulher
    Toda humanidade veio de uma mulher

    Então, me encare
    Finja que já me conhece
    Sou forte aparentemente
    Mas falho como toda a gente

    Fique aqui, tome alguma coisa
    Converse pra se distrair
    Vai ver que sou uma menina
    Só quero me divertir

    Porque toda humanidade nasceu de uma mulher
    Toda humanidade veio de uma mulher
    Porque toda humanidade nasceu de uma mulher
    Toda humanidade veio de uma mulher

    Então, me encare
    Finja que já me conhece
    Sou forte aparentemente
    Mas falho como toda a gente

    Fique aqui, tome alguma coisa
    Converse pra se distrair
    Vai ver que sou uma menina
    E é capaz de me fazer feliz

    Quero te ver se você quiser
    Quero ver você se você vier
    Só vou te ver se você quiser
    Só vou ver você se você vier
    Quero te ver se você quiser
    Só vou ver você se você vier
    Só vou te ver se você quiser

  • Segue o som

    Vanessa da Mata

    Segue o som e pense um pouco no que está fazendo
    Relaxe seu semblante e pense no que está se metendo
    Eu não queria dizer nada, mas sou sua amiga
    Enxergue além de você e pense na medida

    Vamos sair um pouco pra dançar,
    Vamos ver a vida
    Sob outras curvas, outros aspectos
    Sem muita loucura

    Te conheço já há tanto tempo
    Não quero te ver mal
    Mas um momento é apenas um momento
    Vamos sair, vamos sair, vamos sair

    Gosto que dance comigo num passo pequeno pura curtição
    Dramas são sempre enrolados
    Tome mais cuidado
    Não vá sem razão

    Segue o som, segue o som, segue o som, segue o som
    Segue o som
    Segue o som, segue o som, segue o som, segue o som
    Segue o som

  • Não Sei Dizer Adeus

    Vanessa da Mata

    Quando você vai pra longe de mim
    Eu não sei dizer adeus
    Tenho medo que alguém ou a vida te leve
    Eu não saberei dizer adeus

    Fico olhando até onde os olhos te alcancem
    Pra ter os olhos trazendo, tocando você
    E o meu corpo se dissolve

    Enquanto eu tento me restabelecer
    Dentro dos segredos a felicidade vai
    Que nem Carnaval

    Dentro dos meus planos eu não te mereço
    E não saberei dizer adeus

    Quando você volta tenho tanta fome
    E é como se voltasse do coma
    E a vida é pouca
    Quero ser bem mais forte
    E é preciso força para amar ou escolher não amar

    Dentro dos meus sonhos eu não te mereço
    E estou iludida que nem Carnaval

    Quando você vai pra longe de mim…

    Fico olhando até onde os olhos te alcancem…

    Dentro dos meus sonhos eu não te mereço
    E estou iludida que nem Carnaval

  • Ninguém É Igual A Ninguém (Desilusão)

    Vanessa da Mata

    Por que houve o amor
    Por alguém que nunca o priorizou
    Por que houve profundidade
    Se ele era raso e não sentia o coração

    Por que esse amor se disse forte
    Se quem o teve nunca o quis
    Nunca se deu de verdade
    E o evitou quanto mais sentiu

    O mundo capital
    O marketing da aparência superficial
    A contramão do amor puro
    O fast-fode, o jato do alívio

    Por que esse amor se disse forte
    Se quem o teve nunca o quis
    Nunca se deu de verdade
    E o evitou quanto mais sentiu

    Trágica subida
    Montanha Russa
    Fino corte sem sangue, a desilusão
    A morte em vida
    Minha força talvez seja me lembrar
    Que me levantei
    Me guiei pelo que sou
    E ninguém é igual a ninguém

    Será que é feliz
    Não vejo um sorriso verdadeiro por aí
    Acostumado a mentir
    Quem mente para todos mente para si

    Por que esse amor se disse forte
    Se quem o teve nunca o quis
    Nunca se deu de verdade
    E o evitou quanto mais sentiu

    Trágica subida...

    Ninguém é igual a ninguém
    Na queda
    Na queda

  • Homem Invisível No Mundo Invisível

    Vanessa da Mata

    Vejo o mundo inteiro
    Numa espécie tosca de carrossel
    Cada lugar um bicho
    Corrida maluca pra pagar o aluguel

    Nesse consumismo
    Plastifi cado o rosto, amor, religião
    Carregando status
    Num mundo invisível angustiado cidadão

    Parem esse mundo que eu quero descer
    Tudo é dinheiro e o amor pra onde vai
    Quero um abraço dos meus bons amigos, pois
    Nenhum dinheiro compra um verdadeiro
    Mestre de luz, saúde e proteção
    Seus pensamentos são a sua condição
    Se você não acredita no mundo invisível
    Como é que explica se te toca a minha voz
    Se a minha voz te toca

    Quando se está cansado
    Repare que tudo acontece pra te testar
    Sua dignidade
    Mantenha sua inteligência, caráter, persistência
    Mestres de luz conduzindo cada um de nós
    Dessa nossa vida levaremos apenas nossa poesia

    Parem esse mundo que eu quero descer...

  • Homem Preto

    Vanessa da Mata

    Há um homem preto
    De olhos machucados
    Que habita um terno azul
    No meu peito

    Terno remendado
    Força inesgotável
    Rindo do meu jeito
    Ele é um anjo

    Sei que a memória é força extrema
    E o universo em mim
    É o resultado de como o vi

    Ela reconstrói a maneira que sinto
    Repito ou melhoro sujeitos que vivi
    Mas ele é diferente

    Ele é o mais novo plano de todos os anos
    que venho vivendo até este
    Não é mais cíclico é nítido que há uma força
    maior que nós e não podemos resistir

    Há um homem preto…

    Terno remendado…

  • Por Onde Ando Tenho Você

    Vanessa da Mata

    Oh, Oh, Oh, Oh
    Vejo seu corpo nas praias do Rio
    Suas mãos no pôr-do-sol do Japão
    Vejo o Araguaia em seus olhos
    Em um segundo me distraio do mundo

    Vejo o seu corpo nas praias do Rio
    Seu jeito de andar em Casa Blanca
    Seu perfume nos jardins da Holanda
    A Itália em sua feição

    Nunca mais vou estar sozinho
    Por onde ando reconheço o destino
    Por onde olho eu tenho esperanças
    Por onde inclino a minha direção tenho você

    Vejo seu corpo nas praias do Rio…

    Nunca mais vou estar sozinho…

    No Araguai eu me banho
    No Rio eu me refaço
    Na África eu me acho
    Todos são parte de mim
    Todos são você

    No Araguaia eu me banho
    No Rio eu me refaço
    A vida segue um caminho
    O mundo vai repetindo
    Que sou eu e você
    Eu e você

  • My Grandmother Told Me - tchu bee doo bee doo

    Vanessa da Mata

    Let you free
    I don’t know because
    You already have me

    Let you lose yourself
    like purple rain
    How can I fi nd myself this way

    Tchu bee doo bee doo
    I’m listening to the movement that starts at the right time
    Telling my soul a secret, like it never happened before
    My grandmother told me that now
    I’m mature
    I’m trying to understand it, but these stupid things
    Tchu bee doo bee doo
    Make me irrational
    I see a man, spinning like crazy
    My mind is full of corny chords
    Why drugs, when people can just smoke love?

    Tchu bee doo bee doo
    I’m listening to the movement that starts at the right time
    Telling my soul a secret like it never happened before
    My grandmother told me that now
    I’m mature
    I’m trying to understand it, but these stupid things
    Bee doo bee doo
    Make me irrational
    Why am I seeing these things
    Oh, is it because
    These stupid things I never thought
    Bee doo bee doo
    I never thought
    I could like
    How can I feel like a queen
    And let it go, let it die
    I’m so sorry but I insist
    You are mine

  • Desejos e Medos

    Vanessa da Mata

    Quem sofre de amor sabe
    Do que estou falando
    Não tem jeito
    Tudo é muito intenso

    Rezo pra que o dia chegue
    E me faça bem mais leve
    Não tem jeito
    Tudo é muito intenso

    Atenção minha saúde
    Desejos e medos
    Atenção que isso ilude
    Desejos e medos

    Não queira classificar
    Por medida, peso, super, hiper, biper, inflamável
    Basta reparar os olhos
    De doçura máxima no sangue
    Tudo está a céu aberto

    Atenção minha saúde
    Desejos e medos
    Atenção que isso ilude
    Desejos e medos

    Qual de nós irá quebrar o orgulho
    E perceber que o medo constrói labirintos
    Pra ninguém se entregar

    Forte eu sei
    É muito mais forte
    Que eu e você juntos
    Parece que o mundo me faz te encontrar

  • Sunshine On My Shoulders

    John Denver, Dick Kniss, Mike Taylor

    Sunshine on my shoulders - makes me happy
    Sunshine in my eyes - can make me cry
    Sunshine on the water - looks so lovely
    Sunshine almost always - makes me high

    If I had a day I could give you
    I’d give to you a day just like today
    If I had a song that I could sing for you
    I’d sing a song to make you feel this way

    If I had a tale that I could tell you
    I’d tell a tale sure to make you smile
    If I had a wish that I could wish for you
    I’d make a wish for sunshine all the while

    Sunshine on my shoulders - makes me happy
    Sunshine in my eyes - can make me cry
    Sunshine on the water - looks so lovely
    Sunshine almost always - makes me high
    Almost always - makes me high

  • Rebola Nêga

    Vanessa da Mata

    Rebolada reboladora
    Rebola nêga a vida é muito dura
    Rebolada reboladora
    Rebola nêga quebrando a cintura

    Cê vê a vida dura da nêga, oh
    Cê pensa que ela sofre
    Trabalha de segunda a segunda
    De chuva a sol forte
    Relaxa quando entra no metrô
    Amassada no vidro
    Os sonhos são livres e ela só
    Dá surra de amor nos fi lhos
    E ela sofre, mas sonha
    Esse país é uma vergonha
    Há muita injustiça
    Na cara dura
    Ela dá um jeito de driblar
    Em busca da alegria
    Quando ela pode vai dançar
    Pra renovar as esperanças

    Rebolada reboladora…

  • Se O Presente Não Tem Você

    Vanessa da Mata

    Ah, ah, ah,
    Não quero chegar ao fi m da minha vida
    Pra realizar o que não fi z
    O melhor que pude
    Eu tenho que ter atitude

    Não quero chegar ao fi m da minha vida
    Pra decidir ser feliz
    O melhor que posso
    Tirar de mim o que não gosto

    Quando te vi pertinho de mim
    Sem ser meu andando na rua

    Tive um déjà vu
    De como eu seria melhor sendo sua
    Não dá pra rebobinar
    Não dá pra refazer
    O presente não tem bom futuro
    Se o presente não tem você

  • Um Sorriso Entre Nós Dois

    Vanessa da Mata, Kassin, Liminha

    Não pense em segurar a vida tem asas
    Ela dançando enfeita a minha casa
    Ela dança pra todos vai dançar, dançar, dançar
    Até o dia raiar paquerando um cara
    Ei, pensa que ela parou
    Noutro indivíduo louco, doutor
    Pensa que ela parou
    Foi mostrar seu corpo no ar
    Pensa que ela parou
    Nos olhos, no fofo, no doutor
    Pensa que ela parou
    E o coração enlouqueceu

    Não adianta tentar, ela só quer dançar, dançar
    Não queira conversar, pegar, tomar, tentar beijar
    Todos em torno dela
    Todas as cores e raças
    Achando todos que ela era a sedutora

    Pensa que ela parou
    Nos olhos, no cara, no doutor
    Pensa que ela parou
    De se exibir para aquele moço
    Pensa que ela parou

    E o coração do moço, moço, no coração da moça, no coração

    Vamos dançar pra amanhã
    Não esquecer no depois
    De servir um sorriso entre nós dois

  • Segue o som (Remix)

    Vanessa da Mata

    Segue o som e pense um pouco no que está fazendo
    Relaxe seu semblante e pense no que está se metendo
    Eu não queria dizer nada, mas sou sua amiga
    Enxergue além de você e pense na medida

    Vamos sair um pouco pra dançar,
    Vamos ver a vida
    Sob outras curvas, outros aspectos
    Sem muita loucura

    Te conheço já há tanto tempo
    Não quero te ver mal
    Mas um momento é apenas um momento
    Vamos sair, vamos sair, vamos sair

    Gosto que dance comigo num passo pequeno pura curtição
    Dramas são sempre enrolados
    Tome mais cuidado
    Não vá sem razão

    Segue o som, segue o som, segue o som, segue o som
    Segue o som
    Segue o som, segue o som, segue o som, segue o som
    Segue o som